Quais são os reais benefícios de um segundo idioma?

english-dictionary-1559631-1599x1066

Para quem fala um segundo idioma há muito tempo, os benefícios são tão constantes e comuns que talvez a pessoa nem pare mais para pensar nisso. Mas, para quem ainda não chegou lá, tudo parece um desafio, e realmente é.

O inglês, por exemplo, que é o idioma mais buscado como segunda língua, não apresenta uma estrutura complexa. Mas, por outro lado, muito mais do que a estrutura do próprio idioma influencia nessa jornada. Tempo, disposição e coragem também são essenciais.

Não raramente o aluno enfrenta outros desafios em sua vida. Trabalho, estudos, família… Tudo consome um pouco de energia, então por que gastar ainda mais energia aprendendo outro idioma?

Antes de uma resposta concreta, por que não parar por um instante e fazer uma lista de conquistas até aqui? No geral, as maiores conquistas que experimentamos em nossas vidas não são tão diferentes. Elas constantemente envolvem ter uma boa família, bens materiais, alguma formação acadêmica e assim por diante. Todas essas conquistas têm algo em comum: precisaram de muito esforço, tempo e energia para se concretizarem. Com um idioma, não é diferente.

Muitas pessoas analisam e estudam os efeitos econômicos e financeiros de se saber um segundo idioma. Vejamos uma pequena lista de vantagens que mostra as recompensas para quem quer investir tempo (e dinheiro!) em uma segunda língua:

1.Vantagem financeira

            Quem fala um segundo idioma certamente sai na frente em qualquer entrevista de emprego, mesmo quando a vaga não coloca isso como exigência. No caso do inglês, estudos apontam que no Brasil, na área do secretariado o salário é 68% maior para quem sabe o idioma. Para gerentes, a vantagem é de 20%. Para consultores, 12%. Para diretores, 9%. ¹

Isso, é claro, sem contar que existem vagas que a comparação nem sequer é feita por aceitarem invariavelmente só quem possui proficiência na língua. Ou seja, existem nichos onde quem não fala um segundo idioma simplesmente não é aceito. É o caso da área de tradução, de ensino de idiomas e atendimento internacional.

Quando estiver em dúvida se vale ou não a pena começar ou continuar estudando inglês, lembre-se que este é um investimento com um grande retorno financeiro!

2. Vantagem Intelectual

            Durante as últimas décadas, cientistas do mundo inteiro têm se debruçado no assunto para descobrir as mudanças cognitivas que falar um segundo idioma pode causar. Embora ainda haja muito para ser descoberto, existem provas concretas de que o cérebro de uma pessoa bilíngue funciona de maneira mais dinâmica. Isso quer dizer que uma pessoa bilíngue tem respostas mais rápidas a alguns estímulos. Isso ocorre porque, no dia-a-dia, uma pessoa bilíngue pensa, mesmo sem perceber, em mais opções. Em outras palavras, um segundo idioma faz com que a pessoa tenha duas interpretações de mundo a cada instante, o que serve como um exercício que fortalece algumas funções executivas.²

3 . Vantagem Cultural

            Pare por um segundo e pense em quantas horas você gasta se comunicando com outras pessoas todos os dias. Imagine se a habilidade de se comunicar fosse tirada de você. Isso é o que acontece quando uma pessoa que não sabe inglês vive quando vai a um país estrangeiro, por exemplo.

Saber um segundo idioma, sobretudo o inglês, traz liberdade e independência para viajar e se comunicar com o mundo. Mas as vantagens culturais não param por aí. Um mundo para pesquisa também se abre. Um trabalho universitário de repente se torna mais fácil, uma música começa a fazer sentido. A piada daquele filme finalmente tem graça. Ao falar outro idioma, entendemos como outras pessoas pensam, e por consequência captamos novas ideias.

Certamente as vantagens não param por aí, mas podemos dizer que estudar outro idioma sempre vale a pena! É um ótimo exercício para mente, para a memória e traz vantagens financeiras comparadas às de uma formação acadêmica em certas áreas.   Falar um segundo idioma não é apenas estudar, é também pensar de uma nova maneira, é mudar de vida.

 

Imagem: Freeimages.com

 

Fontes:

  1. http://g1.globo.com/jornal-da-globo/noticia/2011/03/pesquisa-revela-que-empresas-pagam-mais-para-quem-fala-ingles.html
  2. http://www.scilearn.com/blog/does-being-bilingual-make-you-smarter
Blog
Bruna Mora Bastos
Sobre o Autor

Professora de inglês há mais de 10 anos. Possui Licenciatura em Letras – Português/ Inglês pela UNICID/UNICSUL. Certificada pela Universidade de Cambridge com: CELTA (Certificate of English Language Teaching to Adults) ; FCE (First Certificate in English) ; BULATS (Business Language Assessment Testing Service). Ministra cursos de formação de professores pela EnglishON. Atua como coach e mentora de professores e já trabalhou nas principais escolas de inglês do país, como: Skill, Yázigi, Cultura Inglesa e outras.