Minha experiência na Bell Teacher Campus em Cambridge

 

 

Desde sempre ouvi falar da Bell. Vinha criando coragem para estudar lá há um tempo, e quando digo coragem quero dizer dinheiro (rs!), afinal de contas estamos falando de libra esterlina. Em 2017 criei coragem, fui e posso dizer que foi uma experiência que mudou a minha perspectiva como professora.

Durante duas intensas semanas nos mês de agosto, cursei o  Becoming a Teacher Trainer e convivi com professores de 48 nacionalidades diferentes, além da incrível Lindsay Warwick, minha tutora. Sim, você não leu errado. Eu disse 48 nacionalidades diferentes em um campus universitário 24 horas por dia.

Que experiência mais rica!

Ao chegar em Cambridge fui recepcionada por ninguém menos que Silvana Richardson e a minha vontade foi de dar um abraço enorme e apertado nela por aquela apresentação no IATEFL sobre “non-native factor”. Se você professor ainda não viu, procure no Google, vale a pena! Mas confesso que fiquei envergonhada do que ela acharia de uma brasileira louca a agarrando e me contive em um único “Eu vi a sua palestra do IATEFL e gostei muito, meus parabéns”.

Nossos dias começavam cedo, na parte da manhã todos estudavam o core de seus cursos, e a tarde e a noite participávamos de atividades extras e atividades culturais de nossa escolha. E se você está pensando “atividades culturais para que? ” É aí que você se engana! Participar das atividades culturais contribuiu e muito para o meu entendimento da cultura britânica, seus costumes, estilo de vida e curiosidades históricas. Além de poder conhecer meus colegas professores um pouco mais, e descobrir como o mercado de aulas de inglês funciona em outros países.  Voltei outra pessoa para o Brasil. Agora trago muito mais elementos voltados à cultura para as minhas aulas e a curiosidade está aflorando em meus alunos. Já sinto alguns mais propensos a ideia de ir visitar o Reino Unido, fazer um curso de inglês de curta duração no exterior durante as férias e alguns mais corajosos, estão pensando em até morar fora. Não só porque a experiência melhorou a minha prática de ensino do idioma, mas porque a cultura é interessante de se estudar, e instiga o aluno a conhecer mais e se aprofundar em outros quesitos que são diferentes dos que ele conhece.

No quesito aula, me surpreendi positivamente. Cheguei ao campus esperando aulas longas e expositivas, mas encontrei o extremo oposto. As aulas eram repletas de atividades que proporcionavam interação e faziam o tempo voar. As atividades vespertinas envolviam palestras, workshops e plenárias com grandes nomes do ELT sobre os mais atuais assuntos e, engana-se você, se achou que ao dizer palestra, você pensou em algo enfadonho e longo após o almoço, que seria impossível de não cair no sono. Pelo contrário! Os tópicos e a forma de apresentação eram tão interessantes, que a plateia nem piscava.  Adorei a oportunidade de conhecer e conversar com grandes nomes do ELT e fiquei profundamente surpresa ao ver o quão receptivos e humildes todos eles foram.

Infelizmente no Brasil temos o hábito de endeusar os mais conceituados em ELT, porém lá tive uma grande aula de humildade. Mesmo com menos, aliás muito menos experiência em teaching (rs!), minhas considerações e opiniões foram sempre ouvidas e me senti acolhida e pertencente ao mundo do ELT  como nunca me senti antes. Minhas colaborações e perspectiva sobre o mercado brasileiro, foram motivos de ótimas conversas e trocas. Aliás, senti um enorme interesse na forma que o brasileiro enxerga o ensinar.

O meu curso foi o Becoming a Teacher Trainer e nele desenvolvi minhas habilidades como treinadora ao ministrar e desenvolver minicursos para outros professores, além de observar outros colegas em prática. A experiência foi muito enriquecedora principalmente por poder entender quais são as necessidades que os professores possuem na China, Suíça, Romênia, dentre outros países.

Se você está pensando em investir tempo e dinheiro em curso para professores da Bell, go for it !!

Blog
Bruna Mora Bastos
Sobre o Autor

Fundadora e diretora da EnglishON. Professora de inglês há mais de 10 anos. Possui Licenciatura em Letras – Português/ Inglês pela UNICID/UNICSUL. Certificada pela Universidade de Cambridge com: CELTA (Certificate of English Language Teaching to Adults) ; FCE (First Certificate in English) ; BULATS (Business Language Assessment Testing Service). Ministra cursos de formação de professores pela EnglishON. Atua como coach e mentora de professores e já trabalhou nas principais escolas de inglês do país, como: Skill, Yázigi, Cultura Inglesa e outras.