Como escolher um intercâmbio?

Westminster Bridge at sunset, London, UK
Westminster Bridge at sunset, London, UK

Você já deve ter se perguntado: faço ou não faço um intercâmbio para melhorar o meu inglês? Minha resposta é: Sim, mas escolha com cuidado.

O alto investimento de um intercâmbio exige uma prévia avaliação de qual país será o destino escolhido, já que se você é uma pessoa que gosta do verão porque escolher ir para o Canadá no inverno? Ou porque estudar na Inglaterra durante o verão europeu se você odeia calor? Mas afinal, qual país escolher? Simples, o que você quer conhecer. Não escolha o país porque fulano ou ciclano disse que é bom, escolha o que você tem vontade de conhecer e na época do ano que você quer ir. Uma vez que você irá fazer um investimento porque não investir para conhecer aquele lugar que você sempre quis e ainda por cima estudar para melhorar o seu inglês.

Uma vez escolhido o país, o próximo passo é analisar quais cidades oferecem o estilo de vida que mais lhe agrada, afinal você irá morar lá por um bom tempo, então é melhor analisar o que cada cidade tem a oferecer.

Depois de escolhidos o país e a cidade, muitos se perguntam que tipo de acomodação optar: casa de família ou campus universitário? Aqui vai uma dica, se puder, escolha a casa de família. Na casa de família você ficará imerso 24hrs por dia na cultura local e ainda precisará se comunicar com a família que está lhe hospedando sobre os mais diversos assuntos. Você já se imaginou tendo que explicar, durante o café da manhã, que tipo de comida você come no Brasil? Ou melhor ainda, para que serve o Carnaval? Pois é, se vira!

O último detalhe é qual tipo de curso escolher dentro dos inúmeros oferecidos. Para isso você precisará avaliar qual é o seu objetivo com esse intercâmbio, mas recomendo que uma vez feito isso, procure por um curso que além de desenvolver o seu inglês também agregue a sua profissão. Há vários cursos que ensinam inglês no período da manhã e que focam no desenvolvimento de determinadas carreiras no período da tarde, então escolha com cuidado.

Depois de feita toda essa análise, vá e aproveite. Afinal, fazer um intercâmbio é uma experiência que você irá se lembrar para sempre. Mas, fuja dos brasileiros que insistem em falar português, você não investiu tempo e dinheiro para ir do Brasil até lá para aprimorar o português!

 

Blog
Bruna Mora Bastos
Sobre o Autor

Professora de inglês há mais de 10 anos. Possui Licenciatura em Letras – Português/ Inglês pela UNICID/UNICSUL. Certificada pela Universidade de Cambridge com: CELTA (Certificate of English Language Teaching to Adults) ; FCE (First Certificate in English) ; BULATS (Business Language Assessment Testing Service). Ministra cursos de formação de professores pela EnglishON. Atua como coach e mentora de professores e já trabalhou nas principais escolas de inglês do país, como: Skill, Yázigi, Cultura Inglesa e outras.